domingo, 29 de setembro de 2019

Me perdoe

Estou sob tortura fazem alguns dias.
Como em quase todas as outras vezes, sou eu sendo torturado por mim mesmo, por meus pensamentos, minhas revisões de valores, conceitos.
Normalmente em torturas confessamos até o que não fizemos pra nos livrarmos da dor, porém neste caso é diferente. Neste caso o resultado é um quebranto emocional, seguido de revisão moral, concluindo na prática de novas atitudes. (olá 1984!)

Hoje eu decidi pedir perdão.
Perdão por ter um discurso machista por tanto tempo.
Perdão por ter sido preconceituoso, .
Perdão por já ter refletido o racismo estrutural, disso tenho muita vergonha.
Perdão por ter sido condescendente com os absurdos de alguns amigos, ter me silenciado.
Perdão por não saber controlar meus instintos mais primitivos diversas vezes.
Perdão por diante de uma suposta inteligência, não ter sido sábio tantas vezes.

Tudo isso é passado, aprendizado, mas sei que doeu e às vezes ainda dói.
Claro, óbvio, doeu mais em você do que em mim, por isso estou aqui, de olhos baixos, pedindo apenas o seu perdão e paciência.
Vou continuar buscando ser melhor, ser maior, um ser humano mais digno e justo.
Se eu tenho um direito, é este. Farei uso dele.