terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Querido Papai do Céu, digo, Papai Noel... não, pera, deixa eu começar de novo...






Brasil, 24 de Dezembro de 2013


Olá Filho do Papai Noel do Céu,

Tudo bem com o senhor? Claro que está, né!? Afinal de contas o senhor é onipotente, onisciente e onipresente.
Bom, seu pai eu tô sabendo que é, acho que o senhor é também, né?

Aliás, aproveitando a oportunidade, ó amado benevolente, quero parabenizar pelo seu aniversário.
2013 anos com carinha de 2012... que beleza, hein!?

Depois me conta como foi a festa por aí, viu!?

Aqui, Papai do Céu, posso te fazer algumas perguntinhas?! Espero que sim.

Sabe me dizer porque você nasceu na mesma data que uma turma árabe comemorava o nascimento de Mitra, bem antes do senhor vir salvar a gente, meros mortais pecadores?
Puta coincidência, né não!? Ai... desculpa o palavrão... pede o Pai aí pra me perdoar.

Uns pesquisadores destas coisas antigas, beeem antigas, fizeram umas contas e descobriram que um povo ali do norte da Mesopotâmia comemorava o níver da tia Mitra bem no dia 25 de dezembro.
Mó coincidência, né não?
Tinha que ter conversado isto com o Gabriel, sabe... lá na época que o senhor nasceu, nunca te perguntaram sobre isto não?

Aqui... outra dúvida: por quê no seu aniversário a gente aprende que é importante comprar presentes? Sei lá, sabe... o senhor podia falar com o Papa ou então com os pastores que têm canal direto contigo sobre uma forma de, sei lá, sugestão minha, dar prioridade em outras coisas, tipo acabar com a fome no mundo, acabar com a pedofilia eclesiástica... quem sabe até acabarem com o preconceito. Eu sei que é uma coisa complicada pro senhor, que fica dependendo das renas para visitar o mundo todo, mas sei lá, manda um e-mail pra turma toda, com algum arquivo pps explicando tudo.

Sabe, menino Jesus, outra coisa que nunca entendi e talvez você possa me explicar: por quê você é gordo e fica vestido de vermelho, cheio de gente cobrando das crianças para tirar foto com o senhor? Outro dia aprendi que você dava comida de graça, pão, peixe e tal. Agora tá cobrando pra tirar foto? Que que aconteceu?

Bom, vou para por aqui que esta carta já tá grande demais.

Manda um abração pra Mamãe Noel, pro Papai do Céu, pra sua xará de aniversário, Tia Mitra, pro Senna e pro Mandela, que chegou aí outro dia. O cara é gente boa. Brigou um tantão por aqui pra dar uma vida decente pra um povo sofrido. Eu sei que ele partiu pra pancadaria às vezes, mas foi por uma boa causa, prometo.

Obrigado por tudo de bom que o senhor me proporcionou, tipo a Libertadores. Foi foda o senhor tirando energia das pernas daqueles paraguaios do Olímpia. Valeu mesmo, viu!?

AH!! E não esquece de mandar meu presente, viu!? É coisa simples, bem fácil do senhor arrumar. Tá anotando? Anota aí: dar à toda a humanidade a capacidade de entender sarcasmo e ironia.

Anotou!? Ótimo!

Então vou indo, tá?
Até ano que vem, no seu próximo aniversário, Jesus Noel.

//
Feliz Natal!!
//